Abra suas gaiolas.

Pare de alimentar suas preocupações e sentimentos negativos. Abra as gaiolas, deixe voar… Ninguém pode ferir seu coração sem o seu consentimento. O bambu é flexível com o vento. E vamos caminhando!

O ser humano está em uma transição…

O ser humano está em uma transição, e é muito difícil haver mudanças psíquicas sem parar/estacionar/relaxar. Durante esta caminhada do ser, tudo é inconstante, o gostar dura pouco tempo. Como uma lagarta, que entra numa metamorfose onde em primeiro momento o casulo é tão importante. O casulo é a casa, mas ele deixa de ser importante a partir do momento que vem as asas, e é onde ele se rompe, pois para a Borboleta o mais importante é voar. O voar significa a leveza da vida. Tudo que é leve demora cair. O tempo para. Durante essa caminhada eu pude observar vários momentos da minha vida. No início nós somos influenciados pelo hormônio. Há uma grande energia sexual no ar, impulsionando nossos músculos. Colocam – nos na vida de uma forma muito brutal. Mas para que você faça essa transição do hormônio, temos que lembrar que nascemos frágeis, e que o maior poder está na criança. Quando somos criança, percebemos muito mais o universo que o adulto. A criança percebe mais, experimenta mais, toca mais. Eu quero falar um pouco mais da importância da sensibilidade. A sensibilidade e que define o mestre. É através dela que soltamos o peso que carregamos nos ombros, é através dela que percebemos o perfume das flores, que percebemos quando erramos, que percebemos quando estamos no caminho errado, é através dela que ao tocar numa pessoa você realmente sente se ela precisa de ajuda. E é através da sensibilidade que você pode recordar seu momento de criança levando areia até a boca. E ainda através dela que deixamos de ser adultos tão durões, para trazer um pouco da nossa essência de criança. A arte só se manifesta em pessoas sensíveis. O artista tem capacidade de pintar maravilhas em uma tela branca. Duvido se há alguma outra forma de sentir Deus sem ser pela sensibilidade. Só as pessoas sensíveis percebem o lixo que é jogado na natureza. Só quando adotamos a arte de ser sensível é que percebemos o todo no seu manifesto total, o micro e o macro! Quero deixar um convite, quer trabalhar mais sua sensibilidade? Feche os olhos, mantenha uma respiração leve e profunda, e volte no tempo, perceba o momento da sua criança de mais pureza, onde ela brinca naturalmente com as coisas, onde cria fantasias de vários universos. Imagine você abraçando ela, e trazendo ela no coração, fique um tempo ali, respirando. Essa energia vai dissolver tudo que você conhece, no sentido de ser forte, de ser duro. Vai dissolver todas as estruturas que o ego criou. No final do processo, você vai perceber o quanto é bom ser flexível como a água e ser leve como a pena. E vamos caminhando, em busca do nada!

Continue reading O ser humano está em uma transição…